terça-feira

Arroz de atum no forno, da Guerreira do Sol

Hoje trago uma receita da minha irmã, que ela fez para um dos nossos jantares em família. Ficou delicioso e por isso merece ser repetido e partilhado. :-)



Ingredientes:
(3 pessoas)
1 chávena de arroz carolino
Água
1 colher de sopa de margarina de culinária
2 folhas de louro secas, sem a nervura do meio
6 dentes de alho (2+4)
Sal aromatizado
Azeite
1 cebola grande picada
2 tomates maduros picados
2 cenouras, cortadas aos pedaços pequenos
1 mão cheia de pimentos vermelhos aos pedaços pequenos
1 lata de 150 gr de milho doce
2 latas de atum ao natural
10 palitos de delícias do mar aos cubos
molho de soja
1 embalagem de 500 ml de molho bechamel


Ligue o forno a 180ºC.

Coza o arroz em muita água temperada com sal aromatizado, margarina, louro e 2 alhos cortados ao meio. Quando já estiver cozido, passe-o por água fria e sem escorrer muito, coloque-o no fundo do pirex. Numa frigideira anti-aderente faça um refogado com o azeite e cebola e deixe alourar um pouco. Depois junte os tomates, as cenouras, os pimentos e o milho e deixe cozinhar um pouco. Por último junte o atum e as delícias. Tempere com molho de soja e, se necessário rectifique com sal aromatizado. Por cima do arroz que já está no tabuleiro, disponha o refogado e por cima deste, o molho bechamel. Leve ao forno até corar.

:-)



quarta-feira

Sopa de peixe tipo caldeirada

Esta receita foi-me ensinada pela minha mãe, como tantas outras, e serviu para aproveitar uma cabeça de peixe.


Ingredientes:
1 cabeça grande de peixe (da Garoupa que fiz no forno)
1 posta de Maruca
sal aromatizado
1 folha de louro, sem o talo do meio
azeite
1 cebola grande, cortada em meias-luas
2 alhos esmagados
2 tomates maduros, pelados e picados
1 mão-cheia de pimento vermelho
4 batatas médias, descascadas e cortadas às rodelas grossas
1 mão-cheia de salsa picada

Coza o peixe em água suficiente para o cobrir, temperada com sal aromatizado, um fio de azeite e a folha de louro. Depois de cozido, limpe o peixe de peles e espinhas e coe a água da cozedura com um passador, reservando tanto a água como o peixe.
Numa panela grande, leve a cebola a refogar no azeite. Junte o alho, o tomate e o pimento e deixe apurar um pouco. Junte então a água que reservou, o peixe, as batatas e a salsa. Deixe ferver até as batatas estarem cozidas. Sirva quente.

:-)


segunda-feira

Biscoitos de manteiga e côco

Finalmente comprei o dispara biscoitos! Eu parecia uma criança com um brinquedo novo... mal chegámos a casa, fomos para a cozinha fazer biscoitos. Foi divertido e fizemos estes biscoitos de manteiga com côco para o lanche...


Ingredientes:
(para aproximadamente 40 biscoitos pequenos)
125 g de açúcar
125 g de margarina de culinária amolecida
250 g de farinha de trigo sem fermento, peneirada
1 colher de chá rasa de fermento em pó
1 ovo
2 colheres de sopa rasas de côco ralado

Aqueça o forno a 160 ºC.
Misture todos os ingredientes pela ordem da lista de ingredientes e amasse bem.
Faça biscoitos com a forma que quiser e leve ao forno em cima de uma base de silicone ou de papel vegetal untado com margarina e polvilhado com farinha, por 10 a 15 minutos ou até estarem ligeiramente corados. Deixe arrefecer.

:-)

sábado

Tarte de cogumelos

Esta é outra daquelas receitas que a minha mãe fazia sempre lá em casa e que é uma delícia.


Ingredientes:
1 base de massa quebrada fresca
600 g de cogumelos brancos frescos, bem lavados e cortados às fatias
100 g de margarina de culinária
1 colher de sopa de sumo de limão
sal aromatizado (ou sal, pimenta e noz-moscada)
80 g de farinha peneirada
350 ml leite


Ligue o forno a 180 ºC.
Estique a massa numa tarteira, deixando o papel, e pique-a com um garfo. Leve ao forno a corar um pouco e reserve.
Numa frigideira anti-aderente derreta a margarina e salteie os cogumelos com o sal aromatizado e o sumo de limão. Deixe saltear durante uns minutos, junte a farinha e o leite, mexendo bem. Retire do lume e deite na tarteira. Leve ao forno a corar por 10 minutos.

:-)

sexta-feira

Garoupa no forno com batatinhas a murro

No último jantar entre amigos que se fez cá em casa, preparei uma garoupa no forno, com batatinhas a murro, que foi muito apreciado. A garoupa é um peixe tenro e macio, muito saboroso. É um pouco caro mas, dias não são dias, e foi todo aproveitado. A cabeça, que não foi servida no jantar, foi transformada numa sopa de peixe à moda da minha mãe. Depois eu conto como fiz... Agora vou explicar como fiz o assado.



Ingredientes:
(para 5 pessoas)
1 Garoupa com 2,5 Kg (peso com a cabeça), inteira mas sem cabeça, limpa de escamas e tripas e com 2 ou 3 cortes no sentido da largura (na peixaria arranjam)
sal aromatizado
1 cebola grande, descascada e fatiada em meias-luas
3 dentes de alho, descascados e picados finamente
Azeite
100 ml de vinho branco
1 mão-cheia de pimento vermelho, cortado às tirinhas
2 mãos-cheias de coentros picados
Batatas pequeninas (eu ponho uma mão-cheia por pessoa, mais algumas)


Ligue o forno a 200 ºC.
Num pirex de ir ao forno e à mesa, coloque um pouco mais de metade da cebola, sal aromatizado, metade do alho e regue com azeite. Coloque o peixe inteiro e coloque por cima sal aromatizado, o resto da cebola e do alho e regue com azeite (seja generosa no azeite). Leve ao forno por 20 a 25 minutos e retire. Regue à volta do peixe com o vinho e por cima espalhe o pimento e os coentros. Volte a levar ao forno mais uns 15 a 20 minutos ou até estar cozinhado. Quando o peixe inteiro vai ao forno, para confirmar se está cozinhado espete a lâmina de uma faca no peixe, até à espinha, e depois toque com a lâmina nos seus lábios; se a lâmina estiver morna é porque o peixe está cozinhado por dentro e pode retirar.

Ao mesmo tempo que o faz o peixe, prepare as batatinhas: Lave-as muito bem em água corrente e não as corte ou retire a casca. Ficam inteiras e com pele. Coloque-as num pirex de ir ao forno. Salpique-as com sal aromatizado e regue com azeite, de forma generosa. Leve ao forno ao mesmo tempo que o peixe. Eu coloquei em pirex separado, na prateleira por baixo do peixe, porque não cabia tudo no mesmo mas, se couber no seu, coloque as batatinhas à volta do peixe. Depois de estarem cozinhadas (para ver, espete um garfo e já não devem estar duras) retire uma a uma para cima de um prato, e com a ajuda de um pratinho pequeno dê-lhes um aperto para as esmagar ligeiramente. Coloque-as no tabuleiro do peixe e sirva.

:-)

quarta-feira

Sabiam que...? III

Como sabem eu tenho feito iogurtes... Para isso uso uma iogurteira muito antiga que era da minha mãe. Ficam uma maravilha. Até aqui tudo bem...
Mas, sabiam que se não tiverem uma iogurteira, podem fazer iogurtes na mesma?
Ahhh pois é!! 
Eu pensava que era conversa fiada até fazer o teste!





Da última vez que fiz iogurtes na iogurteira, fiz a receita do costume mas, fiz mais quantidade do que habitual e por isso sobrou um bocado de leite que não coube nos copos que foram para a iogurteira.
Peguei numa caixinha com tampa, hermética, do tamanho certo para que o leite que sobrou enchesse a caixa, coloquei lá o leite, fechei bem, embrulhei num pano seco de cozinha e depois numa mantinha de lã das bonecas da minha filha (porque não precisava de maior) e deixei a repousar durante a noite toda, mais ou menos 11h.
No dia seguinte tirei a manta e o pano e deixei dentro do frigorífico durante o dia.
Quando cheguei do trabalho fui experimentar o dito iogurte... e... espanto!
Ficou tão bom como os outros! :-)) hehe
Experimentem.

:-)

domingo

Cassoulet de camarão

Foi a Helena que me ensinou esta receita, entre dois dedos de conversa lá no escritório. O nome também foi a Helena que me disse. As conversas lá no escritório vão muitas vezes dar à culinária... Ainda bem que assim é, porque há sempre uma troca de experiências muito interessante.
Não deixem de experimentar este prato; É muito fácil de fazer e fez as delícias cá de casa...


Ingredientes:
Arroz branco - feito na hora ou sobra de uma refeição anterior
Azeite
Camarões cozidos, descascados (eu compro congelados já prontos a usar, Pescanova)
1 alho francês (parte branca), bem lavado e fatiado muito fininho
Sal aromatizado (ou sal e pimenta)
1 pacote de natas


Se não tiver o arroz feito, comece por fazê-lo: ponha uma cebola e 3 dentes de alho bem picadinhos a refogar num bocado de azeite. Depois de estar macio, junte uma taça de arroz carolino lavado, deixe absorver e junte duas taças e meia (a mesma onde mediu o arroz) de água quente. Tempere com sal aromatizado ou sal, pimenta e nós-moscada e deixe levantar fervura, mexendo de vez em quando. Assim que ferver, reduza o lume para o mínimo e ponha a tampa da panela, sem a tapar totalmente e deixe cozer sem mexer até o arroz estar macio e a água reduzir bastante. Reserve.

Numa frigideira anti-aderente leve a refogar em azeite o alho francês e os camarões. Tempere com sal aromatizado e deixe alourar. Por fim junte um pacote de natas e misture bem. Retire do lume.

No prato de cada pessoa prepare então a apresentação: Faça um montinho de arroz (se preferir pode usar uma taça, para servir de forma) e molde uma concavidade no meio. Dentro da concavidade ponha uma porção do camarão e alho francês.

Sirva quente, acompanhado de uma salada.

:-)

quarta-feira

Doce de cenoura, maçã e pêra

No fim-de-semana que passou, estive a ajudar uma amiga a fazer este doce para ela oferecer aos convidados do seu casamento. A junção da cenoura com a maçã e a pêra foi ideia da mãe da Anabela há muitos anos mas, como infelizmente ela não nos consegue dar a receita, tive de inventar as quantidades. Ficou uma delícia.



Ingredientes:
480 g pêra
520 g maçã
280g cenoura
800 g açúcar branco
1 colher chá essência baunilha
1 pitada de sal


Esterilize os frascos e tampas numa panela de água a ferver, durante alguns minutos. Retire e deixe escorrer.
Lave bem, descasque, descaroce e corte em pedaços as pêras, maçãs e cenouras.
Coza as cenouras em água e uma pitada de sal. Escorra e deite a água fora.
Leve ao lume (médio-forte) as cenouras cozidas, as pêras, as maçãs, o açúcar e a essência de baunilha e deixe cozer.
Quando estiver tudo cozido, passe com a varinha mágica até estar tudo triturado de forma homogénea.
Reduza o calor do lume e deixe apurar até ao ponto de estrada - deite uma pequena porção num prato e passe a colher pelo meio; se ficar uma "estrada" que não feche logo, está no ponto estrada.
Retire do lume e coloque nos frascos, tape bem e vire-os ao contrário até arrefecerem. Assim vão ganhar vácuo e conservar-se por mais tempo.

:-)

segunda-feira

Estufado vegetariano

Adoro este tipo de comidas - quentinhas, suculentas e cheirosas... Simples.


Ingredientes:
Azeite
1 cebola
3 dentes de alho
1 pimento vermelho
1 alho francês (a parte branca)
1 courgete com pele
1 maçã
300 g de cogumelos brancos frescos
Sal aromatizado
Molho de soja
Vinho tinto


Lave bem os legumes e retire a pele à cebola, dentes de alho e maçã. Corte todos os legumes e a maçã em pedaços não muito pequenos. Leve a estufar (lume médio-forte) com o azeite, o vinho e tempere com sal aromatizado e molho de soja. Tape mas vá mexendo de vez em quando. Deixe apurar (lume médio-fraco). Sirva quente.

:-)

sábado

Massa rapida de legumes com atum

Cheguei a casa tarde, cansada e com fome... e sem grande vontade de fazer o jantar.
Teve de ser facil e rapido...
Ficou BOM! Ou seria da fome? :-)

 

Ingredientes:
(para 2-3 pessoas)
meio pacote de massa espiral colorida
1 fio de azeite
1 alho frances (parte branca) cortado as rodelas finas
1 cenoura ralada
3 picles pequenos cortados aos pedacinhos
1 colher de sobremesa de manteiga
2 dentes de alho picados finamente
algumas gotas de sumo de limao
1 lata de atum ao natural, picada com um garfo
1/2 copo de leite
1 mao-cheia de coentros picados
sal, pimenta, nos-moscada, piri-piri
1 emb. pequena de molho bechamel
2 maos-cheias de queijo ralado

Cozer a massa em agua e sal. Lave bem todos os legumes.
Em lume medio, alourar o alho frances e a cenoura no azeite. Ir juntando todos os outros ingredientes pela ordem na lista e deixar um pouco mais ao lume. Juntar a massa escorrida e servir quente.

:-)
NB - desculpem a falta de acentos mas o meu pc esta com um problema com os acentos...

sexta-feira

Iogurtes de aromas

Tenho feito muitos iogurtes cá em casa ultimamente. De facto prefiro de aromas... e tenho de partilhar esta receita porque parece-me que finalmente cheguei à receita The Best.
A consistência e o sabor ficam perfeitos! E para melhorar a coisa, só ficam por cerca de 22 cêntimos, cada um.




Ingredientes:
(para 7 copos de iogurte)
7,5 dl de leite meio-gordo
35 g de leite em pó magro Molico (meia medida do copo)
50 g de açúcar amarelo (2 colheres de sopa bem cheias)
4 g de adoçante em pó (1+1/2 colheres de sopa bem cheias)
1 iogurte natural (não açucarado)
1 colher de sopa quase cheia de essência de baunilha ou morango


Ligue a iogurteira, para ir aquecendo.
Leve o leite a aquecer em lume brando, só até ficar morno. Atenção, não deixar ferver. Numa taça, misture bem todos os outros ingredientes. Quando o leite estiver a uma temperatura boa para uma criança beber, deite o conteúdo da taça no leite e misture bem com uma vara de arames. Deite o preparado nos copos de iogurte (sem os tapar individualmente) e coloque-os durante 10 horas na iogurteira. Depois desse tempo guarde-os no frigorífico por algumas horas antes de consumir. 

Nota: se repararem, os copos não são todos iguais; há os da máquina e os de compra que re-utilizo. Assim, posso fazer novos com alguns copos ainda a uso.

:-)

quinta-feira

Saltitando de blog em blog (II) - Chá

Espreitem este blog:
Não é um blog de culinária. Embora não tenha um tema único, demasiado específico, é mais virado para uma das minhas outras paixões - a Decoração.
O que dizer? Gosto!
Visitem e digam-me vocês.
:-)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...