domingo

Férias...

Hoje venho para dar notícias do que se tem passado por aqui... Tenho andado sumida é verdade.
O que tenho cozinhado, ainda está confiscado nas mãos da D. Preguiça e portanto ainda não foi aqui partilhado...

Quanto a outras coisas que tenho feito... nestas últimas semanas tenho-me entretido a ler livros que esperavam há muito para ser lidos (muito bons! mas, ainda ficaram muitos na prateleira...), a pintar t-shirts com as miúdas (divertido!), a fazer uma sacola para o inverno (adorei!), a ver sites e revistas de decoração (uma paixão!) e a descansar também... Ora vejam...










:-)
Beijos!

Brioches

Isto tem de ficar aqui registado:
A minha filha Bárbara, num dos primeiros domingos deste mês, aos onze anos, leu uma receita num livro que lhe dei e resolveu ir p'ra cozinha fazê-los sozinha. SO-ZI-NHA. Concentrou-se. Pesou, mediu, partiu ovos, misturou, distribuiu... e voilá!
A minha ajuda foi simbólica e reduzida práticamente ao uso do forno.
Como não tinhamos em casa fermento de padeiro...e porque a vontade de fazer os bolinhos era urgente, usámos fermento em pó e por isso não deixámos a levedar as 2 horas em local morno. Para a próxima seguimos a receita à risca...
Correu muito bem Bárbara, PARABÉNS!  :-) 




Ingredientes:
(para 7 bolinhos)
200 g farinha
15 g de fermento de padeiro ou 1 colher de chá de fermento em pó
3 colheres de sopa de açúcar
100 g de manteiga com sal
2 ovos
3 colheres de sopa de leite

Liga-se o forno a 180ºC.
A Bárbara amoleceu a manteiga no micro-ondas. Bateu os ovos numa tijela. Colocou a farinha, o fermento em pó e o acúcar numa tijela grande e misturou. Depois fez um buraco no meio e deitou lá os ovos, a manteiga e o leite. Misturou tudo muito bem com a colher de pau (eu ajudei a agarrar a taça porque a massa fica um pouco grossa).
Deitou tudo em formas de silicone pequenas (redondas) até gastar a massa toda.
Colocou em cima do tabuleiro do forno e levou ao forno, até estarem cozidos.

:-)

 

sábado

Bróculos e batatas gratinados

Estes bróculos com batatas são, para mim, mais do que um acompanhamento; para mim tem honras de prato principal... aliás, como qualquer prato de legumes gratinados... adoro! 

Ingredientes:

Bróculos, lavados e cortados em pés pequenos
batatas descascadas e cortadas aos cubos
sal aromatizado
Azeite
nós-moscada e pimenta moídas

Ligar o forno a 180ºC.
Dar uma entaladela aos legumes (cozer superficialmente), em água temperada com sal aromatizado. Escorra-os e deite-os numa travessa de ir ao forno. Regue com azeite e polvilhe com uma pitada de nós-moscada e pimenta. Leve ao forno a acabar de cozinhar.

:-)

sexta-feira

Massa deliciosa com atum

Esta massa é uma delícia, mesmo no dia seguinte.
Bem sei que é muito chato ligar o forno no Verão mas eu realmente começo a ser viciada em comidas de forno... de Verão e Inverno o forno cá de casa não pára...

Ingredientes:
(para 6 pessoas)
 

1 embalagem de massa espiral (500 g)
sal aromatizado
Azeite
1 cebola grande picada
3 dentes de alho picados
3 tomates maduros picados
1 lata grande (redonda) de atum em óleo, escorrido
1 lata de atum ao natural, escorrido
sumo de meio limão
1 colher de sopa de tomilho
1 embalagem e meia de queijo ralado (mistura de 4 queijos diferentes)
Margarina líquida para untar


Ligue o forno a 200ºC.
Coza a massa em água a ferver, temperada com sal aromatizado. Numa frigideira anti-aderente grande, faça um refogado com o azeite, a cebola e os alhos. Depois de estar a cebola macia junte um pouco de água para não secar e o tomate. Deixe apurar um pouco. Junte o atum esmigalhado com um garfo, o sumo de limão, o tomilho, e rectifique de sal.
Deixe ao lume por uns minutos. Deite a massa cozida numa travessa de ir ao forno, previamente untada com margarina líquida e deite por cima o refogado de atum. Polvilhe abundantemente com o queijo ralado e leve ao forno, que baixa agora para 180-190ºC, até ficar corado.
:-)

quinta-feira

Batido de fruta

O Pedro e a Mariana andam numa de beber batidos de fruta de manhã, ao pequeno-almoço. Hoje quem o preparou fui eu, e eles gostaram... Aqui fica como fiz...


Ingredientes:
(para 2 copos)

1 banana da Madeira
1 maçã Royal Gala
1 iogurte cremoso Stracciatella, "A Leiteira", Nestlé
2 palitos de bolacha baunilha
1 copo de leite meio-gordo, ou mais até conseguir a textura desejada

Descasca-se a fruta e parte-se em pedaços. Tritura-se a fruta, o iogurte e os palitos de baunilha no robot de cozinha (1,2,3), até estarem bem triturados. Mistura-se o leite até conseguir a textura desejada (mais grosso ou mais líquido). Deita-se dentro de copos e levam-se ao congelador por 10 minutos. Servir imediatamente.

:-)

domingo

Tarte de limão

Este Domingo fomos com a minha irmã e os meus sogros almoçar ao Ribatejo, a casa da minha mãe, e ficámos de levar um doce. Lembrei-me desta tarte de limão, há anos esquecida, e que eu acho uma delícia. E não custa nada a fazer...


Ingredientes:
1 pacote de bolachas Maria (eu usei Digestivas = 300 g)
130 g margarina de culinária, derretida no micro-ondas
1 lata de leite condensado
3 ovos, gemas e claras separadas
1 limão, raspa e sumo
2 claras
2 colheres de sopa de açúcar

 
Ligue o forno a 160ºC. Unte uma tarteira com margarina.
Triture a bolacha no robot de cozinha (1,2,3), misture a margarina e forre o fundo da tarteira com esta mistura, calcando com os dedos. Bata as claras em castelo. Misture bem o leite condensado, as gemas, o sumo e a raspa do limão. Envolva com cuidado as claras em castelo e coloque na tarteira. Leve ao forno até estar ligeiramente corado por cima. Entretanto faça um merengue, batendo claras com açúcar. Retire a tarte do forno, enfeite com o merengue com a ajudar de um bico de pasteleiro e leve novamente ao forno até estar tudo corado. Depois de arrefecer pode colocar umas horas no frio.
:-)

quinta-feira

Sopa de Espinafres

Sopinha de espinafres tem muito ferro por isso é bom... também é bom porque sabe bem... pois... 



Ingredientes:
(para uma panela grande de sopa)
1/2 molho de espinafres = duas mãos bem cheias de folhas escolhidas e lavadas
Sal aromatizado
Água

5 batatas
3 cenouras
3 dentes de alho
1 cebola
1 tomate
1 courgete
1 alho francês (a parte branca)
1 caldo knorr de legumes
Azeite


Escolha as folhas dos espinafres, lave bem e leve a cozer com muita água e sal aromatizado.
Depois de cozidos, transfira a água da cozedura para a panela de pressão onde vai fazer a sopa e reserve os espinafres (nesta água é onde estão mais nutrientes).
Leve a cozer todos os legumes depois de descascados, lavados e cortados em pedaços, com um caldo knorr de legumes e um fio de azeite. Depois da panela começar a fazer barulho desligue o lume e deixe a cozer com o lume desligado até perder o vapor. Passe com a varinha mágica até estar cremoso, leve novamente a lume médio juntando os espinafres. Mexa de vez em quando, deixando ferver por uns minutos. Sirva quente.
:-)

quarta-feira

Arroz com atum no forno

Cá em casa gostamos muito deste prato de arroz com atum no forno que vi no blog da Zizy (http://tastedmemories.blogspot.com/). Ideal para quando não apetece fazer o jantar porque dá para usar restos de arroz, bechamel de compra e molho de tomate congelado.



Ingredientes:
4 doses de arroz branco cozido (que tinha sobrado de outra refeição)
Margarina para untar
3 ovos cozidos, descascados e cortados em fatias finas
1 boa quantidade de molho de tomate, que fiz assim
3 latas de atum ao natural
1 mão cheia de coentros picados
Queijo ralado, q.b.
1 embalagem de 500 ml de molho bechamel


Ligue o forno a 190ºC.

Unte o pirex com margarina, espalhe o arroz no fundo. Junte o atum ao molho de tomate e tempere com os coentros. Coloque a mistura de tomate e atum por cima do arroz, polvilhe com queijo ralado, ponha as rodelas de ovos por cima, cubra com molho bechamel e por fim polvilhe com queijo ralado novamente. Leve ao forno até estar corado.

:-)

segunda-feira

Arroz de Polvo

Aqui há umas semanas atrás fui ao hipermercado e vi uns polvos frescos com muito bom aspecto. Comprei para congelar, depois de cozido, e fazer um prato com ele mais tarde. Na semana passada convidei a Lynn para jantar e ela trouxe a Alva. 
Servi este arroz de polvo... :-)

Ingredientes:
(para 6 pessoas)
1 polvo fresco com cerca de 1,5 Kg 
2 cebolas, uma inteira e uma picada
1 folha de louro, sem o talo do meio
3 dentes de alho, picados
Azeite
4 colheres de sopa de polpa de tomate
1 colher de chá de massa de pimento (usa-se frequentemente para temperar carne de porco)
1 chávena bem cheia de arroz carolino
3 chávenas de água de cozer o polvo, quente
Sal aromatizado
2 mãos-cheias de coentros picados

Comece por cozer o polvo numa panela de pressão: coloque o polvo inteiro, uma cebola inteira, um fio de azeite e a folha de louro; cubra com água até fazer 2/3 da panela. Quando a panela começar a fazer barulho reduza o lume e deixe cozer por cerca de 20 minutos (nessa altura começa-se a sentir o cheiro do polvo e eu guio-me muito por aí). Desligue o lume, deixe sair todo o vapor e só aí abra a panela. Retire o polvo e corte-o em pedaços com a ajuda de uma tesoura de peixe. Reserve a água mas retire a cebola e a folha de louro.
Nesta fase pode congelar ou reservar no frigorífico para usar no dia seguinte, colocando a água e o polvo, juntos, numa caixa hermética.
Num tacho (de barro, de preferência) leve a refogar a cebola e os alhos em azeite. Quando a cebola estiver translúcida junte a polpa de tomate, a massa de pimento e uma colher de sopa de água e deixe cozinhar um pouco. Junte o arroz lavado, mexendo bem, de seguida a água de cozer o polvo (aquecida), rectifique com sal aromatizado (ou sal, pimenta e nós-moscada) e junte os coentros. Mexa de vez em quando e assim que começar a ferver apague o lume e tape o tacho. Deixe continuar a cozer tapado, em cima do fogão, por mais uns 5 ou 10 minutos ou até os bagos de arroz estarem cozidos. Sirva de imediato.

:-)

quinta-feira

Lasanha de atum e cenoura

Esta receita é da Teleculinária Gold nº 70 e só vos posso dizer que vale mesmo a pena e que é para repetir.



Ingredientes:
(para 6 pessoas)
Azeite
1 cebola picada
2 cenouras raladas
5 latas de atum ao natural, bem escorrido e picado

5 colheres de sopa de polpa de tomate
3 colheres de sopa de salsa picada
Sal e pimenta - eu usei sal aromatizado
Margarina para untar
1 litro de molho bechamel
250 gr de massa de lasanha fresca
200 gr de queijo ralado
papel de alumínio


Ligue o forno a 180 ºC. Numa frigideira grande anti-aderente, leve o azeite, a cebola e a cenoura a refogar por 5 minutos, mexendo sempre. Junte o atum, o molho de tomate, a salsa e tempere. Deixe refogar mais 5 minutos mexendo sempre e desligue o lume.
Num tabuleiro ou pirex rectangular, de ir ao forno e à mesa, unte o fundo com margarina e deite um pouco de molho bechamel, cubra com folhas de lasanha, espalhe um pouco da mistura de atum por cima, polvilhe com queijo ralado e coloque mais uma camada de folhas de lasanha. Repita as camadas terminando com molho bechamel e polvilhe com queijo ralado. Tape com folha de alumínio e leve ao forno para a massa cozer, por 35 minutos. Retire a folha de alumínio e deixe corar por mais 5 minutos.

:-)

terça-feira

Biscoitos e uma tarde com as meninas

No domingo tive muitas meninas cá em casa! Além das nossas, tivemos amigas da minha filha. Estava um dia que parecia de Outono e não estava muito bom para ir brincar para a rua... metemos mãos na massa e fizemos uns biscoitos para o lanche... todas ajudaram! Adorei. :-)
A receita é a mesma que fiz aqui, mas acrescentei o sumo e a raspa de meio limão.





Ingredientes:

125 g de açúcar
125 g de margarina de culinária amolecida
250 g de farinha de trigo sem fermento, peneirada
1 colher de chá rasa de fermento em pó
1 ovo
2 colheres de sopa rasas de côco ralado
1/2 limão, sumo e raspa

Aqueça o forno a 160-180 ºC.
Misture todos os ingredientes pela ordem da lista de ingredientes e amasse bem.
Faça biscoitos com a forma que quiser e leve ao forno, em cima de uma folha de papel vegetal untada com margarina e polvilhada com farinha, até estarem ligeiramente corados.

:-)

Arroz de atum no forno, da Guerreira do Sol

Hoje trago uma receita da minha irmã, que ela fez para um dos nossos jantares em família. Ficou delicioso e por isso merece ser repetido e partilhado. :-)



Ingredientes:
(3 pessoas)
1 chávena de arroz carolino
Água
1 colher de sopa de margarina de culinária
2 folhas de louro secas, sem a nervura do meio
6 dentes de alho (2+4)
Sal aromatizado
Azeite
1 cebola grande picada
2 tomates maduros picados
2 cenouras, cortadas aos pedaços pequenos
1 mão cheia de pimentos vermelhos aos pedaços pequenos
1 lata de 150 gr de milho doce
2 latas de atum ao natural
10 palitos de delícias do mar aos cubos
molho de soja
1 embalagem de 500 ml de molho bechamel


Ligue o forno a 180ºC.

Coza o arroz em muita água temperada com sal aromatizado, margarina, louro e 2 alhos cortados ao meio. Quando já estiver cozido, passe-o por água fria e sem escorrer muito, coloque-o no fundo do pirex. Numa frigideira anti-aderente faça um refogado com o azeite e cebola e deixe alourar um pouco. Depois junte os tomates, as cenouras, os pimentos e o milho e deixe cozinhar um pouco. Por último junte o atum e as delícias. Tempere com molho de soja e, se necessário rectifique com sal aromatizado. Por cima do arroz que já está no tabuleiro, disponha o refogado e por cima deste, o molho bechamel. Leve ao forno até corar.

:-)



quarta-feira

Sopa de peixe tipo caldeirada

Esta receita foi-me ensinada pela minha mãe, como tantas outras, e serviu para aproveitar uma cabeça de peixe.


Ingredientes:
1 cabeça grande de peixe (da Garoupa que fiz no forno)
1 posta de Maruca
sal aromatizado
1 folha de louro, sem o talo do meio
azeite
1 cebola grande, cortada em meias-luas
2 alhos esmagados
2 tomates maduros, pelados e picados
1 mão-cheia de pimento vermelho
4 batatas médias, descascadas e cortadas às rodelas grossas
1 mão-cheia de salsa picada

Coza o peixe em água suficiente para o cobrir, temperada com sal aromatizado, um fio de azeite e a folha de louro. Depois de cozido, limpe o peixe de peles e espinhas e coe a água da cozedura com um passador, reservando tanto a água como o peixe.
Numa panela grande, leve a cebola a refogar no azeite. Junte o alho, o tomate e o pimento e deixe apurar um pouco. Junte então a água que reservou, o peixe, as batatas e a salsa. Deixe ferver até as batatas estarem cozidas. Sirva quente.

:-)


segunda-feira

Biscoitos de manteiga e côco

Finalmente comprei o dispara biscoitos! Eu parecia uma criança com um brinquedo novo... mal chegámos a casa, fomos para a cozinha fazer biscoitos. Foi divertido e fizemos estes biscoitos de manteiga com côco para o lanche...


Ingredientes:
(para aproximadamente 40 biscoitos pequenos)
125 g de açúcar
125 g de margarina de culinária amolecida
250 g de farinha de trigo sem fermento, peneirada
1 colher de chá rasa de fermento em pó
1 ovo
2 colheres de sopa rasas de côco ralado

Aqueça o forno a 160 ºC.
Misture todos os ingredientes pela ordem da lista de ingredientes e amasse bem.
Faça biscoitos com a forma que quiser e leve ao forno em cima de uma base de silicone ou de papel vegetal untado com margarina e polvilhado com farinha, por 10 a 15 minutos ou até estarem ligeiramente corados. Deixe arrefecer.

:-)

sábado

Tarte de cogumelos

Esta é outra daquelas receitas que a minha mãe fazia sempre lá em casa e que é uma delícia.


Ingredientes:
1 base de massa quebrada fresca
600 g de cogumelos brancos frescos, bem lavados e cortados às fatias
100 g de margarina de culinária
1 colher de sopa de sumo de limão
sal aromatizado (ou sal, pimenta e noz-moscada)
80 g de farinha peneirada
350 ml leite


Ligue o forno a 180 ºC.
Estique a massa numa tarteira, deixando o papel, e pique-a com um garfo. Leve ao forno a corar um pouco e reserve.
Numa frigideira anti-aderente derreta a margarina e salteie os cogumelos com o sal aromatizado e o sumo de limão. Deixe saltear durante uns minutos, junte a farinha e o leite, mexendo bem. Retire do lume e deite na tarteira. Leve ao forno a corar por 10 minutos.

:-)

sexta-feira

Garoupa no forno com batatinhas a murro

No último jantar entre amigos que se fez cá em casa, preparei uma garoupa no forno, com batatinhas a murro, que foi muito apreciado. A garoupa é um peixe tenro e macio, muito saboroso. É um pouco caro mas, dias não são dias, e foi todo aproveitado. A cabeça, que não foi servida no jantar, foi transformada numa sopa de peixe à moda da minha mãe. Depois eu conto como fiz... Agora vou explicar como fiz o assado.



Ingredientes:
(para 5 pessoas)
1 Garoupa com 2,5 Kg (peso com a cabeça), inteira mas sem cabeça, limpa de escamas e tripas e com 2 ou 3 cortes no sentido da largura (na peixaria arranjam)
sal aromatizado
1 cebola grande, descascada e fatiada em meias-luas
3 dentes de alho, descascados e picados finamente
Azeite
100 ml de vinho branco
1 mão-cheia de pimento vermelho, cortado às tirinhas
2 mãos-cheias de coentros picados
Batatas pequeninas (eu ponho uma mão-cheia por pessoa, mais algumas)


Ligue o forno a 200 ºC.
Num pirex de ir ao forno e à mesa, coloque um pouco mais de metade da cebola, sal aromatizado, metade do alho e regue com azeite. Coloque o peixe inteiro e coloque por cima sal aromatizado, o resto da cebola e do alho e regue com azeite (seja generosa no azeite). Leve ao forno por 20 a 25 minutos e retire. Regue à volta do peixe com o vinho e por cima espalhe o pimento e os coentros. Volte a levar ao forno mais uns 15 a 20 minutos ou até estar cozinhado. Quando o peixe inteiro vai ao forno, para confirmar se está cozinhado espete a lâmina de uma faca no peixe, até à espinha, e depois toque com a lâmina nos seus lábios; se a lâmina estiver morna é porque o peixe está cozinhado por dentro e pode retirar.

Ao mesmo tempo que o faz o peixe, prepare as batatinhas: Lave-as muito bem em água corrente e não as corte ou retire a casca. Ficam inteiras e com pele. Coloque-as num pirex de ir ao forno. Salpique-as com sal aromatizado e regue com azeite, de forma generosa. Leve ao forno ao mesmo tempo que o peixe. Eu coloquei em pirex separado, na prateleira por baixo do peixe, porque não cabia tudo no mesmo mas, se couber no seu, coloque as batatinhas à volta do peixe. Depois de estarem cozinhadas (para ver, espete um garfo e já não devem estar duras) retire uma a uma para cima de um prato, e com a ajuda de um pratinho pequeno dê-lhes um aperto para as esmagar ligeiramente. Coloque-as no tabuleiro do peixe e sirva.

:-)

quarta-feira

Sabiam que...? III

Como sabem eu tenho feito iogurtes... Para isso uso uma iogurteira muito antiga que era da minha mãe. Ficam uma maravilha. Até aqui tudo bem...
Mas, sabiam que se não tiverem uma iogurteira, podem fazer iogurtes na mesma?
Ahhh pois é!! 
Eu pensava que era conversa fiada até fazer o teste!





Da última vez que fiz iogurtes na iogurteira, fiz a receita do costume mas, fiz mais quantidade do que habitual e por isso sobrou um bocado de leite que não coube nos copos que foram para a iogurteira.
Peguei numa caixinha com tampa, hermética, do tamanho certo para que o leite que sobrou enchesse a caixa, coloquei lá o leite, fechei bem, embrulhei num pano seco de cozinha e depois numa mantinha de lã das bonecas da minha filha (porque não precisava de maior) e deixei a repousar durante a noite toda, mais ou menos 11h.
No dia seguinte tirei a manta e o pano e deixei dentro do frigorífico durante o dia.
Quando cheguei do trabalho fui experimentar o dito iogurte... e... espanto!
Ficou tão bom como os outros! :-)) hehe
Experimentem.

:-)

domingo

Cassoulet de camarão

Foi a Helena que me ensinou esta receita, entre dois dedos de conversa lá no escritório. O nome também foi a Helena que me disse. As conversas lá no escritório vão muitas vezes dar à culinária... Ainda bem que assim é, porque há sempre uma troca de experiências muito interessante.
Não deixem de experimentar este prato; É muito fácil de fazer e fez as delícias cá de casa...


Ingredientes:
Arroz branco - feito na hora ou sobra de uma refeição anterior
Azeite
Camarões cozidos, descascados (eu compro congelados já prontos a usar, Pescanova)
1 alho francês (parte branca), bem lavado e fatiado muito fininho
Sal aromatizado (ou sal e pimenta)
1 pacote de natas


Se não tiver o arroz feito, comece por fazê-lo: ponha uma cebola e 3 dentes de alho bem picadinhos a refogar num bocado de azeite. Depois de estar macio, junte uma taça de arroz carolino lavado, deixe absorver e junte duas taças e meia (a mesma onde mediu o arroz) de água quente. Tempere com sal aromatizado ou sal, pimenta e nós-moscada e deixe levantar fervura, mexendo de vez em quando. Assim que ferver, reduza o lume para o mínimo e ponha a tampa da panela, sem a tapar totalmente e deixe cozer sem mexer até o arroz estar macio e a água reduzir bastante. Reserve.

Numa frigideira anti-aderente leve a refogar em azeite o alho francês e os camarões. Tempere com sal aromatizado e deixe alourar. Por fim junte um pacote de natas e misture bem. Retire do lume.

No prato de cada pessoa prepare então a apresentação: Faça um montinho de arroz (se preferir pode usar uma taça, para servir de forma) e molde uma concavidade no meio. Dentro da concavidade ponha uma porção do camarão e alho francês.

Sirva quente, acompanhado de uma salada.

:-)

quarta-feira

Doce de cenoura, maçã e pêra

No fim-de-semana que passou, estive a ajudar uma amiga a fazer este doce para ela oferecer aos convidados do seu casamento. A junção da cenoura com a maçã e a pêra foi ideia da mãe da Anabela há muitos anos mas, como infelizmente ela não nos consegue dar a receita, tive de inventar as quantidades. Ficou uma delícia.



Ingredientes:
480 g pêra
520 g maçã
280g cenoura
800 g açúcar branco
1 colher chá essência baunilha
1 pitada de sal


Esterilize os frascos e tampas numa panela de água a ferver, durante alguns minutos. Retire e deixe escorrer.
Lave bem, descasque, descaroce e corte em pedaços as pêras, maçãs e cenouras.
Coza as cenouras em água e uma pitada de sal. Escorra e deite a água fora.
Leve ao lume (médio-forte) as cenouras cozidas, as pêras, as maçãs, o açúcar e a essência de baunilha e deixe cozer.
Quando estiver tudo cozido, passe com a varinha mágica até estar tudo triturado de forma homogénea.
Reduza o calor do lume e deixe apurar até ao ponto de estrada - deite uma pequena porção num prato e passe a colher pelo meio; se ficar uma "estrada" que não feche logo, está no ponto estrada.
Retire do lume e coloque nos frascos, tape bem e vire-os ao contrário até arrefecerem. Assim vão ganhar vácuo e conservar-se por mais tempo.

:-)

segunda-feira

Estufado vegetariano

Adoro este tipo de comidas - quentinhas, suculentas e cheirosas... Simples.


Ingredientes:
Azeite
1 cebola
3 dentes de alho
1 pimento vermelho
1 alho francês (a parte branca)
1 courgete com pele
1 maçã
300 g de cogumelos brancos frescos
Sal aromatizado
Molho de soja
Vinho tinto


Lave bem os legumes e retire a pele à cebola, dentes de alho e maçã. Corte todos os legumes e a maçã em pedaços não muito pequenos. Leve a estufar (lume médio-forte) com o azeite, o vinho e tempere com sal aromatizado e molho de soja. Tape mas vá mexendo de vez em quando. Deixe apurar (lume médio-fraco). Sirva quente.

:-)

sábado

Massa rapida de legumes com atum

Cheguei a casa tarde, cansada e com fome... e sem grande vontade de fazer o jantar.
Teve de ser facil e rapido...
Ficou BOM! Ou seria da fome? :-)

 

Ingredientes:
(para 2-3 pessoas)
meio pacote de massa espiral colorida
1 fio de azeite
1 alho frances (parte branca) cortado as rodelas finas
1 cenoura ralada
3 picles pequenos cortados aos pedacinhos
1 colher de sobremesa de manteiga
2 dentes de alho picados finamente
algumas gotas de sumo de limao
1 lata de atum ao natural, picada com um garfo
1/2 copo de leite
1 mao-cheia de coentros picados
sal, pimenta, nos-moscada, piri-piri
1 emb. pequena de molho bechamel
2 maos-cheias de queijo ralado

Cozer a massa em agua e sal. Lave bem todos os legumes.
Em lume medio, alourar o alho frances e a cenoura no azeite. Ir juntando todos os outros ingredientes pela ordem na lista e deixar um pouco mais ao lume. Juntar a massa escorrida e servir quente.

:-)
NB - desculpem a falta de acentos mas o meu pc esta com um problema com os acentos...

sexta-feira

Iogurtes de aromas

Tenho feito muitos iogurtes cá em casa ultimamente. De facto prefiro de aromas... e tenho de partilhar esta receita porque parece-me que finalmente cheguei à receita The Best.
A consistência e o sabor ficam perfeitos! E para melhorar a coisa, só ficam por cerca de 22 cêntimos, cada um.




Ingredientes:
(para 7 copos de iogurte)
7,5 dl de leite meio-gordo
35 g de leite em pó magro Molico (meia medida do copo)
50 g de açúcar amarelo (2 colheres de sopa bem cheias)
4 g de adoçante em pó (1+1/2 colheres de sopa bem cheias)
1 iogurte natural (não açucarado)
1 colher de sopa quase cheia de essência de baunilha ou morango


Ligue a iogurteira, para ir aquecendo.
Leve o leite a aquecer em lume brando, só até ficar morno. Atenção, não deixar ferver. Numa taça, misture bem todos os outros ingredientes. Quando o leite estiver a uma temperatura boa para uma criança beber, deite o conteúdo da taça no leite e misture bem com uma vara de arames. Deite o preparado nos copos de iogurte (sem os tapar individualmente) e coloque-os durante 10 horas na iogurteira. Depois desse tempo guarde-os no frigorífico por algumas horas antes de consumir. 

Nota: se repararem, os copos não são todos iguais; há os da máquina e os de compra que re-utilizo. Assim, posso fazer novos com alguns copos ainda a uso.

:-)

quinta-feira

Saltitando de blog em blog (II) - Chá

Espreitem este blog:
Não é um blog de culinária. Embora não tenha um tema único, demasiado específico, é mais virado para uma das minhas outras paixões - a Decoração.
O que dizer? Gosto!
Visitem e digam-me vocês.
:-)

terça-feira

Bolo de maçã

Doces e bolos que levem maçã, para mim, ficam quase sempre fantásticos! Este faço habitualmente mas desta vez fiz para a minha irmã levar para o trabalho, porque fez anos no sábado e queria partilhar um bolo com as colegas. Ficou com um aspecto de quem fugiu da guerra mas não se iludam, porque estava bom como sempre... vou explicar porque é difícil que fique com melhor aspecto - a receita do bolo eu vi no blog da Joana Roque, As minhas receitas, e levava 2 ovos, mas eu faço sempre com 3 ovos; fica mais difícil de cozer e molhado no meio (que eu adoro).




Ingredientes:
(adaptado de "Chocolate&Zucchini" de Clotilde Dusoulier)

3 maçãs, descascadas e descaroçadas, cortadas em fatias
canela para polvilhar
3/4 chávena de açúcar
3 ovos (para o fazerem como deve ser ponham só 2)

1/2 chávena de manteiga ou margarina, derretida
1/2 chávena de farinha
1 colher de chá de fermento
uma pitada de sal fino

papel vegetal, se necessário


Liga-se o forno a 180ºC. Unta-se com margarina e polvilha-se com farinha, uma forma de bolo sem buraco com laterais amovíveis.
No fundo da forma de bolo colocam-se as fatias de maçã, que se polvilham com a canela. Reserva-se.
Batem-se bem os ovos com o açúcar e junta-se a manteiga ou margarina. Mexe-se bem. Juntam-se todos os outros ingredientes e deita-se este creme na forma, por cima das maçãs. Leva-se ao forno por mais de 40 minutos, até passar o teste do palito. Se a parte de cima começar a ficar dourada/cozida e o interior ainda estiver crú, põe-se por cima um pedaço de papel vegetal. Quando retirar do forno, deixe arrefecer um pouco antes de desenformar.

:-)

domingo

Lasanha Vegetariana

Lasanha é um prato que sempre gostei. Quando deixei de comer carne comecei a experimentar lasanhas vegetarianas nos restaurantes e continuei a adorar. Mas, por achar o processo de cozer a massa em placas muito aborrecido, não tinha por hábito cozinhá-la em casa... Mas, ao ver uma lasanha da Nina, do blog Na Cozinha da Nina, inspirou-me! E depois de saber que já não se tem de cozer a massa porque já há massa pronta nos supermercados (já deve haver há anos mas eu andava na ignorância!), fiquei entusiasmada e fiz esta lasanha que me soube mesmo bem! A repetir... :-)



Ingredientes:
Azeite
1 cenoura, sem pele, cortada aos pedaços pequenos e finos                                           
1 mão cheia de ervilhas congeladas
1 mão cheia de pimento vermelho, cortado em pedaços pequenos
2 mãos cheias de cogumelos congelados marca Continente (sortido), partidos em pedaços
1 courgete, descascada, cortada em pedaços pequenos
1 alho francês, a parte branca, às fatias finas
1 colher de sopa de molho de soja
1 chávena de Molho de tomate, feito com cebola, alho e tomates (que tinha congelado)
2 chávenas de Molho bechamel, feito em casa (pode ser de compra)
Placas de lasanha fresca, marca Continente (nas prateiras perto dos queijos)
Queijo ralado, q.b.


Ligar o forno a 190ºC.
Saltear todos os legumes num pouco de azeite, até amaciarem. Juntar o molho de tomate e temperar com molho de soja. Apurar um pouco. 
Num pirex coloque tudo em camadas (cobrindo sempre toda a superfície), pela seguinte ordem:
Um pouco de molho bechamel para cobrir o fundo, folhas de lasanha, metade do estufado de legumes, folhas de lasanha, bechamel, folhas de lasanha, outra metade do estufado de legumes, folhas de lasanha, bechamel, queijo ralado.
Vai ao forno a acabar de cozer a lasanha e a corar.

:-)


quinta-feira

Sabiam que...? II

Penso que nunca falei aqui mas, eu adoro embalagens e muitas vezes as guardo a pensar em futuras utilizações e novas funções para as mesmas coisas.
No outro dia comemos um esperregado pré-cozinhado (congelado), da marca Continente, para acompanhar uns rissóis... mas a embalagem era diferente! por dentro o esperregado vinha dividido em 4 compartimentos separados para que se pudesse utilizar só a quantidade desejada; retirar da embalagem foi muito fácil e prático; o Pedro disse que pareciam couvetes e que se podiam usar...; gostámos tanto da embalagem que a lavei com cuidado e a guardei.


Mais tarde comecei a pensar que tinha de salvar 4 tomates maduros que estavam há uns dias na fruteira, e resolvi fazer um molho de tomate para congelar, não fossem os tomates apodrecer... 

Refoguei em azeite 2 cebolas e 5 dentes de alho, bem picadinhos; Pelei em água a ferver os 4 tomates e piquei-os também, com sementes e tudo; Temperei com sal aromatizado e deixei apurar um pouco; Passei com a varinha mágica e distribuí pela embalagem velha, agora acabadinha de reciclar. Uma não chegou, por isso ainda coloquei num pirex de congelação o resto. Quando arrefeceu coloquei película aderente e congelei.


Agora, quando precisar, posso retirar um dos compartimentos para uma pizza ou vários compartimentos para outro cozinhado que precise de mais quantidade de molho de tomate...

Que acham da ideia?
:-)

terça-feira

Trifle de Morangos

Fiz este Trifle de Morangos para o meu irmão, quando ele fez 45 anos agora em Maio, porque ele prefere doces de colher a bolos.
Claro que não foi só para ele... nós também nos deliciámos... Este doce com 3 sabores é FANTÁSTICO e vale mesmo a pena experimentar. Vi a receita n'Os Temperos da Argas, que o tinha visto n'As Receitas lá de Casa, que se tinha inspirado no blog da 3Bruxinhas... 
Já viram como os labirintos da blogosfera nos levam a passear?  :-)



Ingredientes:

1 bolo de limão, ou outro à escolha (para a próxima faço com bolo de iogurte), desfeito com as mãos em pedaços
1 Kg de morangos, lavados, sem pés e cortados aos pedaços
1 lata de leite condensado
2,5 medidas (medida = a lata de leite condensado) de leite meio gordo
2 colheres de sopa de farinha maizena
6 gemas
1 limão, o sumo
100 ml de água
80 g açúcar


Faça o bolo antes de preparar o doce, ou no dia anterior, e desfaça-o com as mãos, em bocados não muito pequenos. Reserve.
Arranje os morangos e reserve alguns para enfeitar.
Numa panela misture o leite condensado, o leite, as gemas mexidas e a maizena e leve a lume médio-brando, mexendo sempre, até engrossar um pouco. Retire do lume e continue a mexer mais um pouco. Deixe arrefecer e reserve.
Leve ao micro-ondas uma taça com a água, o sumo de limão e o açúcar, para obter uma calda.
Numa travessa grande (eu coloquei numa taça onde costumo pôr os mousses e foi muito pequena) coloque todos os ingredientes por duas ou três camadas, pela seguinte ordem:
1 camada de bolo, regar com calda de limão, 1 camada de morangos, 1 camada de creme. Repetir as camadas e decorar com morangos.
:-)

domingo

Sêlo Sunshine Award 2011

Hoje venho agradecer à C.C. do blog Simples e Saboroso e à Carla do blog O Meu Tempero, por se terem lembrado de mim quando receberam e tiveram de distribuir o sêlo SUNSHINE AWARD 2011.


Este sêlo tem regras e funciona como uma corrente... Contudo, eu sou um pouco alérgica a correntes... 
Volto a agradecer às amigas C.C. e Carla (Coisas Minhas) terem-se lembrado de mim mas, não consigo fazer correntes, ainda para mais que as amigas que eu me lembrei logo de nomear, ou já receberam o sêlo, ou também são alérgicas a correntes.
Peço humildemente as minhas desculpas por não cumprir todas as regras (duas cumpri - escrever um post sobre o assunto e agradecer às amigas que me enviaram o sêlo), esperando sinceramente não ofender ninguém.

Adoro os vossos blogs, adoro ter-vos como minhas visitantes, e vou continuar a visitar-vos.
Espero que não fiquem aborrecidas comigo.

Um grande abraço a todas,
Magda

quarta-feira

Omelete com coentros

Andei anos a tentar fazer boas omeletes, até que vi no YouTube o Jamie Oliver a explicar as suas técnicas. Afinal não é assim tão difícil e agora já gosto de fazer. Esta fiz para o Pedro, não fosse ele fã incondicional de coentros...


Ingredientes:

2 ovos batidos
1 colher de chá de manteiga
ketchup
mostarda
2 colheres de sopa de queijo ralado
1 colher de sopa de coentros picados
sal fino
sementes de Chia e manjericão, para enfeitar

Numa frigideira anti-aderente, leve a lume médio-baixo a manteiga a derreter. Deite os ovos ligeiramente batidos e com a ajuda de uma espátula vá ajudando a descolar do fundo. Quando começar a ficar mais cozido deixe de mexer e deite por cima do ovo dois fios de ketchup e mostarda, só no centro, ao comprimento, como se desenhasse o diâmetro. Junte o queijo e os coentros também na parte central e tempere com uma pitada de sal fino. Não pode ficar tempo de mais ao lume - se necessário retire do lume e volte a colocar de forma a controlar melhor a cozedura lenta. Quando a omelete ainda estiver um pouco húmida em cima mas cozida em baixo, dobra-se os lados para o centro, com a ajuda da espátula.
Enfeitei com sementes de chia e manjericão. Tudo se comeu.

Nota: Quanto mais pesados forem os temperos e ingredientes, mais difícil é trabalhar a omelete, daí dizer para colocar os ingredientes mais na zona do centro.

:-)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...